Links

Subscreva agora a ARTECAPITAL - NEWSLETTER quinzenal para saber as últimas exposições, entrevistas e notícias de arte contemporânea.



ARTECAPITAL RECOMENDA


Outras recomendações:

Se confinado um espectador, de José Bogalheiro


Maria Filomena Molder e Carlos Natálio
Livraria Linha de Sombra, Lisboa

Conversa sobre Arte e Participação Pública


Marta Wengorovius, Hugo Cruz e Joclécio Azevedo
Teatro Municipal de Vila do Conde, Vila do Conde

Guerrilla Shout-out! Arquivo gráfico de Alice Neel


Alice Neel
FBAUP - Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Porto

Uma constelação de objetos, espaços e pessoas


Ana Rito e Hugo Barata
Centro Cultural de Belém, Lisboa

BATE FADO


Jonas&Lander
Centro Cultural Vila Flor, Guimarães

Concerto comentado por Invernomuto


Invernomuto
Palácio de Cristal, Porto

Ciclo Sentimentos Públicos


Vários
Teatro Académico de Coimbra, Coimbra

Conversa com Ana Marcelino


Alice Marcelino
MOVART Gallery, Lisboa

48 artistas, 48 anos de liberdade


Vários
MAAT, Lisboa

Lançamento das edições do CIAJG


Marta Mestre e João Terras
ZDB - Galeria Zé dos Bois, Lisboa

ARQUIVO:

O seguinte guia de eventos é uma perspectiva prévia compilada pela ARTECAPITAL, antecipando conferências, seminários, cursos ou outras iniciativas. Envie-nos informação (press-release, programa e imagem) dos próximos acontecimentos. Seleccionamos três eventos periodicamente, divulgando-os junto dos nossos leitores.

 


ALICE NEEL

Guerrilla Shout-out! Arquivo gráfico de Alice Neel




FBAUP - FACULDADE DE BELAS ARTES DA UNIVERSIDADE DO PORTO
Av. Rodrigues de Freitas, 265
4049-021 PORTO

25 JUN - 25 JUN 2022


CONFERÊNCIA COM ALICE NEEL: 25 de Junho, 17h00, na Aula Magna da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto



Programação paralela, no âmbito da exposição Guerrilla Shout-out! Arquivo gráfico de Alice Neel, com curadoria de Melissa Rodrigues, Rebecca Moradalizadeh, Susana Gaudêncio e Vera Carmo




Entre 25 de junho e 6 de agosto de 2022, a RAMPA expõe uma seleção de objetos gráficos — produzidos entre 1985 e 2000 — do arquivo pessoal de Alice Neel, uma das artistas-ativistas fundadoras do coletivo norte-americano, anónimo e feminista Guerrilla Girls.

O trabalho desenvolvido pelas Guerrilla Girls tem como premissa a luta contra o sexismo e racismo no contexto artístico, através do levantamento de dados estatísticos. Esta metodologia tem sido utilizada por vários coletivos feministas com o intuito de representar diferentes recortes sociais: género, racial, classe, sexualidade, etc, demonstrativos de desigualdades e disparidades reais no quotidiano. O grupo utiliza meios de impressão diversificados, cartazes, arte postal, publicações e outros, bem como ações clandestinas no espaço público para expor essas discriminações. Para proteger o anonimato, as integrantes do grupo escondem as suas caras com máscaras de gorila, um trocadilho entre as palavras “gorila” e guerrilla” que em Inglês são quase homófonas.

:::

Alice Neel (pseudónimo) (1950, Queens NY) artista, educadora e ativista é membro fundador e arquivista do coletivo Guerrilla Girls. Colaborou na conceptualização, design e produção da maioria da obra gráfica do grupo. Participou nas performances noturnas em que o grupo afixava os seus posters. Lecionou em várias universidades e é mestre em Ciências da Educação. A título individual, o seu trabalho está representado em coleções como MOMA, Neuberger Berman Museum, Smithsonian Libraries Collection, entre outras.